terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

A Família na Sociedade.

Família, Parceiros ou inimigo?

É triste constatar que a família esta afundando a cada dia.
Os valores da família, se resume a aparência, desejo de consumo, quem pode mais, diversão, etc.
Onde vamos pará? Será que a luxúria vai substituir o amor?
Quantas famílias vivem de aparência e demostração pública. Gosto de observar a sociedade e fico muito triste quando vejo uma criança sendo maltratada e isso não significa apenas violência física, é também mental.

Acredito no poder da mente, e quando uma criança não recebe um bom exemplo de seus educadores, eles começam a vencer a quem deveriam educá-los.
Hoje em dia, é normal encontrar crianças com o poder de conseguir tudo de seus pais, o mais triste é que os pais não percebe que agindo assim, esta criança aprende que pode conseguir tudo que ela quiser, quando quiser e de quem quiser, então começam distorcer a realidade e o respeito ao próximo, é que acontece largamente nas escolas onde os professores não tem mais o poder de manter a ordem na sala de aula e muitas vezes são espancados nas salas de aulas e fora delas e até mesmo de parentes e amigos de alunos que resolvem cobrar.

Há us dois anos mais ou menos, observei os alunos aplaudindo uma briga entre duas garotinhas de mais ou menos 10 anos de idade. Fiquei pensando... como elas estão sendo educadas? parecia que todos os alunos do colégio estavam presente e o mais triste é vê uma briga se tornar um evento divertido.

Família para me, é sinônimo de amor, precisam se respeitar e se apoiar uns ao outros.
Não podemos dizer que nossos filhos são lindos e em casa, não termos o respeito do mesmo.
Devemos refletir muito sobre todas as ações das crianças para imaginar a reação de seus atos e muitas vezes que sentimos vontade de sorrir, precisamos segurar o sorriso e reprimir uma determinada ação que venha a dar a entender que esta criança é a pessoa mais importante do mundo e as vezes precisamos exaltar esta criança para mostrar a ela que ela não esta sozinha e que tem o nosso apoio em tudo mesmo que seja algo errado que ela tenha feito, precisamos deixar claro que estamos ali para encontrar a melhor saída e assim, conseguir a confiança da mesma.

Educar com amor é entender que não somos donos de nossos filhos! Temos a obrigação de educá-los e transformar-los em verdadeiros cidadãos.

Ass. Vanilton Santos.